quarta-feira, 24 de junho de 2009

1 comentários



"Assim, agora permanecem estas três coisas:

a fé, a esperança e o amor.

Mas a maior de todas é o amor." :)
Seria porque o amor é o alimento das outras duas?

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Os mais indicados do ano passado

0 comentários
Sim, caro ser que possa estar lendo meu blog, já no meio de 2009, eu resolvi lembrar de alguns dos melhores livros que eu li no ano passado. Podem até não ser os melhoores, mas dos 35, são os que eu mais gostei de ler. :}
Como o blogger tá de sacanagem com a minha cara e eu não consigo colocar fotos das capas dos livros aqui, se tiver paciência, joga no Google. :D
O Jovem Lennon - Jordi Sierra i Fabra
O livro conta a adolescência de John Lennon, como ele conheceu Paul, a rebeldia, os sonhos, a morte da mãe, a vida com a tia Mimi, o começo da carreira. Tá, eu sou um pouquiinho assim suspeita de falar que adorei o livro, mas é bem legal mesmo. E dá até pra se emocionar às vezes.

O Homem que só tinha Certezas - Adriana Falcão
Crônicas! Adooooro crônicas! E essas eram realmente muito boas. :D E eu nem lembro mais quais eram, mas eu li o livro inteiro em um só dia, não conseguia desgrudar dele. haha
Sem contar que a autora, na tv, contribuiu em vários episódios de "A Grande Família" e outras séries.

O Grande Labirinto - Fernando Savater
Infanto-juvenil, o livro é literalmente fantástico. Mas eu gostei muito desse. Achei mais criativo e interessante que Harry Potter! Tá, nunca li Harry Potter... mas já vi todos os filmes.
A história é a seguinte: todos vão a um estádio assistir à partida do século. Mas não saem mais de lá. Fisco, Jaiko, Sara e Arno são quatro amigos que, com a ajuda de Dom Pantaleão (acho que era esse mesmo o nome -q) dono de uma livraria, tentam salvar as pessoas que estão lá dentro de uma espécie de "coisa" (?) que se alimenta da alma deles (e daí que se parecem com dementadores?). Para isso, têm que encontrar oito letras de uma palavra-chave desconhecida. Então eles encontram uma espécie de passagem secreta para outros lugares e tempos e viajam em busca das letras. Conhecem DaVinci, Dom Quixote, discutem sobre filosofia e ao fim de cada viagem encontram uma das letras. Enfim, eu adorei e achei recomendável pra sair um pouquinho desse mundo. -q

Inverno na Manhã - Uma Jovem no Gueto de Varsóvia - Janina Bauman
Sinceramente, eu gosto muito de ler essas espécies de diários de sobreviventes de guerras. E esse livro foi o primeiro do gênero que eu li. Janina tinha 14 anos quando Hitler invadiu a Polônia. E durante os anos seguintes presenciou os horrores da Segunda Guerra Mundial. Ao fim da guerra, conseguiu achar entre os escombros, os velhos diários escritos por ela na época e os publicou no livro. O livro é in-des-cri-tí-vel! Emocionante e nos faz parar pra pensar em como a vida não é tão ruim quanto a gente pensa. Durante toda a Guerra, Janina teve uma força incrível pra continuar lutando pela sobrevivência apesar de tudo. Recomendadíssimo!

Crônica de uma Morte Anunciada - Gabriel García Marquez
Outro livro que eu gostei muito foi esse.
Desde o início o leitor sabe que o jovem Santiago Nasar será morto. Foi vítima de uma falsa acusação feita por Ângela Vicário ao marido na primeira noite de casados, que Santiago lhe tinha tirado a honra antes do casamento, certamente a fim de proteger alguém (que não sabemos quem \õ/). Na mesma noite em que Barrado Sán Roman descobre que a esposa não é virgem, devolve ela à sua família. Então os gêmeos Pedro e Pablo, irmãos de Ângela, resolvem vingar-se do coitado do Santiago que não tinha culpa de nada. Santiago é morto a facadas e uma das coisas mais legais do livro é como o autor descreve seus últimos momentos (eu achei bem estranho ou até meio engraçado /domal o cara ir casa a dentro segurando as tripas e talz e ainda ter tempo de dizer "me mataram" antes de desabar na cozinha). Muito muito recomendado tabém. :}

Depois Daquela Viagem - Valéria Piassa Polizzi
Valéria conta no livro sua história como portadora do vírus HIV. E como ela conseguiu seguir em frente mesmo com Aids. Aos dezesseis anos, numa transa sem proteção com o namorado, Valéria contraiu o vírus e só soube disso dois anos depois. Passou algum tempo sem grandes sintomas e sem contar aos amigos que era portadora da doença. Apesar do sofrimento e de todas as barreiras que o HIV colocou em sua frente, conseguiu controlar a doença com os tratamentos e o apoio da família, amigos e um médico americano em especial, que a ajudou a descobrir que poderia levar uma vida não muito diferente dos outros com os devidos cuidados e sem medo de morrer a qualquer momento.

Boooom, esses foram os seis que mais marcaram, sem contar com os vários livros do Marcos Rey que viraram um vício na época e que também são recomendados. :)

terça-feira, 16 de junho de 2009

Natsukashii

0 comentários

O que uma coisa tem a ver com a outra? :x Coisas minhas... (?)
Tá, e nem era essa foto que eu queria, mas só achei essa mesmo...

terça-feira, 2 de junho de 2009

Você sabe o que poderia ser feito com o dinheiro que sai do seu bolso?

1 comentários


No Impostômetro é possível saber o quanto os brasileiros pagam por ano de imposto, o quanto já foi pago até agora, o quanto já foi pago por estado, munícipio e o mais interessante: saber o que poderia ser feito com todo esse dinheiro (que não é pouco meeesmo, já passam dos 420 bilhões só nesse ano).


Com o valor arrecadado por ano, segundo o site, poderiam ser plantadas 105.058.705.847 árvores, 63 meses de conta de luz de cada brasileiro poderiam ser pagos, contratar mais de 36.227.140 professores do Ensino Fudamental por ano, poderiam ser construídas mais de 5.252.935 km de redes de esgoto, comprar mais de 2.101.174.117 cestas básicas, entre muitos outras tantas coisas que nos beneficiaria.